Tratamentos

Tratamentos complementares

 

Nutrição

Como todos nós já sabemos obesidade é doença grave e deve ser tratada com seriedade.

O tratamento da obesidade é basicamente composto de mudança no estilo de vida, prática regular de atividade física, mudança nos padrões psicológicos e comportamentais e alimentação equilibrada.Independente do tratamento indicado pelo seu médico (tratamento medicamentoso ou cirúrgico, incluindo o balão intra gástrico). Para alcançar sucesso você, obrigatoriamente, terá que incorporar novos e bons hábitos na sua vida para conquistar o peso saudável.

A alimentação é fundamental no processo de emagrecimento e manutenção de peso adequado.

Uma boa alimentação e, consequente, uma boa nutrição depende de escolhas correta dos alimentos, da quantidade de alimento ingerida e da combinação e organização desses alimentos ao longo do dia.Assim, aumentar o consumo de frutas, verduras, legumes crus e cereais integrais são ponto fundamental no emagrecimento.

Uma dica importante é fracionar as refeições. Crie o hábito de comer mais vezes no dia! Nunca “disperse” o café da manhã e não deixe para comer “toda a comida” no jantar!

Outro bom conselho é preparar seu próprio alimento! Nós precisamos nós reconciliar com a comida! E uma boa maneira para isso acontecer é reaprendermos ou aprendermos a preparar e elaborar nas refeições.

A hidratação também deve ser levada a sério! Muitas vezes não percebemos que estamos com sede. Achamos sempre que é fome! Reconquistar o discernimento de “fome”, “sede” e “vontade de comer” é ponto positivo no tratamento e manutenção de peso corporal saudável.

Assim, procure um nutricionista para te ajudar a emagrecer, independente se está fazendo uso de medicamentos para perda de peso ou cirurgia para obesidade ou uso temporário de balão intragástrico.

 

Atividade física

Decorrente de um estilo de vida cada vez mais sedentário, atualmente, o aumento do sobrepeso e da obesidade ocorre de maneira exponencial. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais da metade da população adulta brasileira está acima do peso.

Pesquisas indicam que o excesso de peso já atinge também uma em cada três crianças entre cinco e nove anos de idade e um quinto dos adolescentes no país.

Pensando nisso, o tratamento básico da obesidade apóia-se na modificação do comportamento alimentar e na prática de atividades físicas, que traz como principais benefícios:▪ maior gasto energético;▪ maior mobilização da gordura em consequência da maior atividade do tecido adiposo;▪ aumento da taxa metabólica de repouso após exercício;▪ redução do apetite e diminuição do peso;▪ redução do estresse e da depressão;▪ melhora da aparência e da auto-estima;▪ melhora das funções cardíacas e pulmonares;Dicas importantes para não desistir de se exercitar:▪ o ideal é que escolha sempre algo que goste e te dê prazer;▪ convide amigos ou familiares para acompanhá-la (o) durante os exercícios;▪ faça amizades no local onde se exercita e combinem atividades juntos;▪ evite ter grandes expectativas e não estipule em quanto tempo pretende atingir seus objetivos, o importante é atingí-lo;▪ não compare seu desempenho com o de outra pessoa, cada um tem seu ritmo.

Lembre-se que atividades físicas devem durar por toda a vida.

 

Psicologia

A obesidade é causada pela interação de fatores comportamentais, emocionais, nutricionais, fisiológicos, sociais, culturais, dentre outros. Portanto o tratamento da obesidade necessita de atuação interdisciplinar, envolvendo uma equipe integrada composta por médicos, psicólogos, nutricionistas e educadores físicos.

No tratamento psicológico da obesidade, o psicólogo trabalha em conjunto ao paciente buscando identificar fatores que contribuem para o ganho de peso tais como dificuldades sociais, problemas emocionais, comportamentos sabotadores e maus hábitos alimentares.

Também são avaliados os pensamentos e sentimentos em relação ao peso, forma corporal e a alimentação, e quando é identificado que estes pensamentos/sentimentos estão distorcidos, o paciente é auxiliado a substituí-los por outros mais adaptativos e saudáveis, pois quando distorcidos sabotam as tentativas de manutenção de um programa alimentar adequado e dificultam a modificação de hábitos de vida, necessária para atingir os objetivos propostos.

Nas consultas psicológicas são utilizadas várias técnicas e estratégias que ajudam na modificação destes sentimentos, pensamentos e comportamentos distorcidos. O paciente é levado a ampliar a percepção sobre as sensações de fome e saciedade, a monitorar suas atividades diárias, a praticar atividade física e mental, de lazer e descanso. É também incentivado a testar os novos hábitos em sua rotina, a desenvolver habilidades para solucionar problemas de forma mais rápida e prática, abstendo-se de comer pelo emocional. Além disso, o paciente aprende a identificar possíveis gatilhos que o faz perder o foco do tratamento, ajudando-o a evitar recaídas e colaborando para a manutenção do peso ao longo da vida.

Portanto, independente do tratamento indicado pelo médico (tratamento clínico, cirurgia bariátrica ou balão intra gástrico), é importante que o paciente esteja engajado e motivado, pois se não participar efetivamente, o objetivo proposto dificilmente será atingido. É imprescindível que o paciente realize uma avaliação psicológica antes de iniciar seu tratamento e que continue com o acompanhamento psicológico pelo tempo necessário, para que as mudanças de estilo de vida sejam efetivas e para a vida toda.