Notícias


POSTADO EM 16 DE MAIO DE 2017

Cascas de alimentos são ricas fontes de nutrientes para a saúde

Cascas, sementes, folhas e talos de alimentos várias vezes acabam no lixo ao invés de serem reaproveitados. O que muitas pessoas não sabem é que, ao descartá-los, elas perdem fontes ricas em vitaminas e fibras, com até 40 vezes mais nutrientes do que a própria fruta, verdura ou legume consumido.

Uma casca de laranja, por exemplo, tem 40 vezes mais cálcio do que a polpa, enquanto as da maçã e mexerica têm o dobro de vitamina C em relação à polpa. Além disso, maçãs com casca vermelha são ricas em vitaminas do complexo B, ácido fólico e substâncias bioativas que mantêm as células jovens. Já a casca da maçã verde detém mais concentração de pectina, que diminui o colesterol.

Outra fonte rica em nutrientes é a casca do abacaxi, que contém 38% a mais de vitamina C do que a própria fruta, que aumenta as bactérias boas do intestino. Cascas de vegetais são importantes fontes de fibras, e de batata doce e abóboras também ajudam no funcionamento do intestino.

Com a exceção da mandioca, que é tóxico, talos e sementes podem ser aproveitados, picados ou triturados em massa de bolos, pães, panquecas ou em ensopados e omeletes. A entrecasca, que fica entre a polpa e a casca das frutas, pode ser preparada na forma de compotas e geleias. Folhas de batata-doce, couve-flor, abóbora, mostarda e rabanete podem ser refogadas.

Economia para o bolso

Aproveitar a casca, o talo e a semente também significa mais economia e permite que as pessoas experimentem novas opções de receita, diversificando o cardápio. Um único alimento, por exemplo, pode ser preparado de cinco formas diferentes e todas com alto valor nutritivo.

 

Fonte: Ministério da Saúde

voltar

Outras Notícias