Notícias


POSTADO EM 10 DE MAIO DE 2017

Nutricionista destaca importância da educação alimentar na infância

Atualmente, 95 milhões de crianças menores de cinco anos estão acima do peso

No dia 26 de abril, foi comemorado o Dia Nacional de Prevenção à Hipertensão Arterial. A partir desta data, diversas ações foram realizadas a fim de alertar acerca dos perigos da doença. O problema é que essa situação pode começar mais cedo que se imagina, sendo desencadeada por problemas iniciados ainda na infância. 

De acordo com a Federação Mundial da Obesidade (IASO, sigla em inglês), mais de 42 milhões de crianças menores de cinco anos estão acima do peso no mundo, das quais 35 milhões estão em países em desenvolvimento e 92 milhões correm o risco de sobrepeso e obesidade, quadro que pode influenciar a saúde para o resto da vida e está diretamente ligado aos problemas na idade adulta, incluindo o diabetes e a hipertensão arterial. Por isso, entender bem as causas e consequências é fundamental para conseguir agir de maneira preventiva.

É o que alerta a nutricionista da Clínica LEV – Centro Avançado de Controle de Peso, Aline Carvalho. Para ela, uma alimentação saudável e balanceada, aliada a prática de atividades físicas, evitando o sedentarismo e o consumo de alimentos ultraprocessados com grande quantidade de açúcar, gordura e sódio, são os elementos principais para frear o excesso de peso e se prevenir contra possíveis doenças.

A educação alimentar e a conscientização de que a obesidade é uma doença são primordiais no combate à obesidade infantil. Com base em um levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), uma criança obesa tem de 50% a 80% mais chance de se tornar um adulto jovem obeso.

voltar

Outras Notícias